segunda-feira, 21 de novembro de 2011

"Nada se cria... tudo se transforma..."













(imagem da NET)


 Passou a Banda por AKI...


Um dia alguém dizia:
"abram as portas...
abram as janelas...
a Banda vai a passar...

Entre palmas e vivas
passava a banda...
sem cantigas
afinadinha no toque...

renovando-se em árias
clarinetes e afins...
entoava tais fanfarras
estacionando-se nos jardins

E... hoje...

o jardim já não é "Celeste"
já não tem banda a tocar
não há toque de clarinete
a banda não vai a passar.

Toca-se lá por outras bandas
noutro grupo " o social"
há comunidades inteiras
em toques, no emocional.

Não fora calarem clarinetes,
nestes tempos agora vividos,
a banda estaria a passar
ecoando aos cinco continentes
naqueles tons "sustenidos"
no bom gosto de "saudar".


"Nada se cria... tudo se transforma..."
em trocadilho... há "baralhação"...
  hoje não há banda... há tocadores
AKi... sempre passam...com devoção...


A Banda voltará a passar... (???)




de:aileda/adeliavaz



sábado, 19 de novembro de 2011

(imagem da NET)
 
Olha a Esperança por AKi...

Espera...aguarda...
não desesperes!!!

Entra no comboio do optimismo
em cada carruagem da vida
deixa a tua mensagem
Luta pelo que queres
não te apeies nessa paragem...

Não tenhas medo
contraria a má mudança
Abraça o tempo com fé
caminha pelo teu pé
carrega fardos d'esperança...

E... nos carris da Vida
a locomotiva segue em frente
deixando bem para trás
o desgosto, a miséria, a revolta
que hoje... e agora... sentes

Com a esperança segues viagem
no comboio mais promissor
que com a Fé e o optimismo
te levará à tal paragem
da Vida... em PAZ e AMOR!!!

Por AKI... há "esperança!!!
 
de:aileda/adeliavaz 
 
A mais fiel de todas as companheiras da alma é a esperança. 
 (Pe. António Vieira)


 

sexta-feira, 18 de novembro de 2011

...um sonho realizado


  video

Quinta-feira
Novembro 17, 2011

aconcheguei nas minhas mãos
o meu sonho...
ler-me em papel/LIVRO

"PALAVRAS NOSSAS"
Colectânea de Novos Poetas Portugueses
com coordenação de Miguel Almeida
uma publicação de
ESFERA DO CAOS, Editores

nas livrarias de Portugal



Palavras Nossas prima pela novidade e diversidade. Novos temas, novas abordagens, estilos diferenciados, eis o que esta Colectânea de Novos Poetas Portugueses tem para oferecer. Trata-se de uma autêntica "lufada de ar fresco" no panorama da poesia em Portugal. | Sonhos revelados sob a forma de poemas. Sonhos concretizados através de uma primeira publicação. Sonhos revelados e concretizados…

Os autores: Adélia Vaz • Alexandrina Coelho • Álvaro José Ferreira Gomes • Ana Maria Domingues • Ângelo Fitas • António Borrego • Armindo Loureiro • Bode Ranhoso do Marão (aliás Carlos Coelho) • Bruno Miguel Inácio • Catarina Teixeira • Céu Cruz • Cristina Correia • Gabriel Rito • Guiomar Casas Novas • Isabel Vilaverde • João Carlos Silva • José António da Piedade • José Gabriel Duarte • Libânia Madureira • Maria Helena Almeida Lopes • Maria João Nunes • Marta Guerreiro • Nanda Rocha • Noélia de Santa Rosa • Pedro Martins • Ramiro Morais • Ricardo Bernardo Valez • São Reis • Victor Cohen • Xico Mendes


quarta-feira, 16 de novembro de 2011




Deserto ... Welvitchias (Tombwa-Namibe-Angola)

"Reviver o passado no presente vivo..."

tamanhas novas

trazem saudade

de sítios-lugares...

antanhas provas

lidas-vividas a pares

amarram amizade...


absorvo a miragem



"caliente" de cor...

linda foi a viagem

desse meu amiGo mor...


remiro... releio...

revejo o tempo

corro o momento

saúdo o que veio...


com ternura vera

em passo certo...

abraço nossa terra

sempre...


"Entre o mar e o deserto..."
 



de:aileda/adeliavaz

quinta-feira, 3 de novembro de 2011

terça-feira, 1 de novembro de 2011

"Dia das Bruxas"... fantasia...

Ontem... foi 31 Outubro...

 
(imagem da NET)

 Dia das Bruxas???
Pura fantasia...

Entram bruxas desfilando...
Bruxolinas em vassourinhas
Bruxas más e desdentadas
voam em bichos horrorosos...
Há cruzes por todo o lado...
Aranhas teias tecendo...
Um morcego todo alado
em voo baixo...rasante..
Coaxam sapos pegajosos
envenenados num caldeirão,
remexidos vão gemendo,
blasfemando ao colherão...
Descaradas aboborinhas
de bocarra cintilante
riem-se ali às gargalhadas...

Noite das Bruxas????
Pura magia...

A noite teima em espreitar...
A Lua mantém-se mistificada
há encantamento no seu luar...
Logo... logo... será madrugada...

Tamanha feitiçaria... sortilégios,
Aberrações que fazem o medo ...
Segredos guardados por magia
Nada mais que pura fantasia!!!

de:aileda/adeliavaz

"Noite das Bruxas"... fantasia...

Foi "Noite das Bruxas" 


(imagem da NET) 

Num mundo da Fantasia


A noite surge p'la calada
leva-me ao encantamento...
Entre nuvens cerradas
o céu teima em espreitar
Há feitiço no ar...
Algo mágico se acentua
no brilho desnudo da Lua...

Cá em baixo...tudo escurece...
apagado o sol, a tarde fenece
Entro no mundo da fantasia...
Abóboras que riem à descarada
vassourinhas irritantes
sobrevoando meus pensamentos
morcegos aberrantes
gemendo, acendem tormentos
numa medonha trapalhada ...

Ali... em caldeirões fervilham
sapos, aracnídeos, ratazanas
no veneno meio esverdeado
do colheirão mor redopiam
como num requiem valsado...

Há bruxas novas neste festim
enfeitando-se de negras plumas
cintilam nos fatos de cetim...
Horripilantes, as mais velhas,
tirando da manga maus olhados,
espalham tamanhas faúlhas
nestes bosques mal fadados...

Corujas olhudas...em piados
dando asas a aberrações
em sortilégios denunciam-se...
Teias d'aranha são enfados
segredos, enredos, feitiços...
 a dar voz a premonições
São demais tais enguiços...


Passa a noite... nasce o dia...
Tudo se arma na fantasia
 embalando-se nesta magia...
Mais alta, uma lua mistificada...
Cresce... iluminando a madrugada...

..................

Passado o medo... Acordei...
mau sonho esfumou-se...
Era uma vez um castelo..
onde a princesa mais doce
vai (re)viver seu reino do belo!!!




de:aileda/adeliavaz