sábado, 10 de outubro de 2009

um cheirinho a África... AKi...

(imagem da NET)



e cá estão as alvoradas...


ouço o canto dos mandarins
os trinados das viuvinhas
os crikis dos piriquitos...
traquinas bituis no chilreio
ufano, o papagaio palreia...

voam borboletas nos jardins
arrulham doces pombinhas...
zumbem travessos mosquitos
moscas varejam de permeio
debica na terra o papa-areia...

a lua teima em se esconder...
caloroso o sol alvorece o luar
amanhece - é o dia a nascer
vida-movimento no meu lugar...



de:aileda/adeliavaz

3 comentários:

Isabel Branco disse...

Aileda

Saudade amiga...das alvoradas da adolescência e de nós. Que é feito de nós???
Divido contigo o abraço que o Nova Pangeia te reserva.

Um grande beijinho.

ailedazav disse...

IBranco!!!! Minha Poeta Azulinha!!!

Quanto tempo...!!!

Neste meu sem tempo... sinto-te... já lá estive... "aBsorvi"...

(desinspirada)... vou comentar...

Bjão, Amiga d'AKi...

MADRUGADA... disse...

belo poema!