domingo, 26 de abril de 2009

Abrir o "álbum" nas memórias... recordar em imagens vivas

reviver... sentir... querer estar...

será sempre...

um presente mui desejado

"A minha Praia"
(Tombwa - ex Porto Alexandre)

...olha só a minha Praia!!!

katé faz saudade!!!
AKa... ké demais...
nunca a esquecerei
naquele mar entrei
banhei-me de seus sais
numa onda de felicidade!!!

as arcadas
...aiué...
afamadas
as casuarinas
...aiué...
as meninas
no areal
...aiué...
meu real
meu mar
...aiué...
o marulhar
o azulmarinho
...aiué...
meu cantinho!!!

***

a morenaça
por ali s'espreguiçando
de sal salpicada
vivaça
por ali se torriscando
de sol dourada
a graça
quando vivia sonhando
de ser mui amada

a morenaça
a sua praia deixou
vivaça
agora reencontrou
a graça
que sempre sonhou...

...olhem a minha Praia!!!



de:aileda/adeliavaz

5 comentários:

NAMIBIANO FERREIRA disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
Fatima disse...

Olá Aileda Aki,
Seus poemas são belissímos e o amor por sua terra natal é comovente.
As vezes acho tão estranho um povo tão parecido como o angolano e o brasileiro se conhecerem tão pouco.
Será um prazer recebé-la em meu blog. Apareça!
Abs.

ailedazav disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
ailedazav disse...

Olá Fátima!!!

SE Gosto...
Fui parar a um cantinho maravilhoso...O TEU!!!
Foste um "presentinho" para mim, que tanto gosto (amo) da Vida, sentir o que é Belo, animar-me com tanta "belezura" (como dizem os nossos "irmãos brasileiros").
Tens razão... os angolanos têm o mesmo "toque" dos brasileiros... a ALEGRIA é contagiante e o AMOR eterno...`

Adorei a tua visita ao meu bloguinho!!!

Vamos cruzar-nos mais vezes... tá???

Vou "passear-me" pelo teu espaço...

Amiga!!!Deixo-te o meu

1Bjinhão
(mai gostoso)

sempre
aileda/adeliavaz

ailedazav disse...

Namibiano!!!

Adorei...
Já está cá o teu endereço email.

Dizes que a tua Avó teve uma barraquinha na praia... mas não me lembro... sabes que o tempo "congela" a memória... mas se me deres um calorzinho (nome) vais ver que vai "descongelar"...

Não te rias... eu sou assim...

Volta sempre...

Bjão

aileda